sexta-feira, dezembro 01, 2006

Tecnomacumba

A primeira vez que ouvi falar desse trabalho de Rita Ribeiro foi em fevereiro de 2004.
Ritinha estava lançando o projeto no Espaço Unibanco aqui em São Paulo.
Naquele dia havia show de Chico César no SESC Carmo. Fomos ao show e depois corremos para o Espaço Unibanco. Chico avisou que também iria pra lá.
Quando chegamos já não havia mais ingressos e o espetáculo já havia começado. Pena!
Ficamos por ali mais um pouco, esperando... De repente, surge Chico de dentro da sala. E, enquanto vai saindo com alguns amigos, olha pra nós e canta:
Garota dourada
Quero ser teu irmão
Eu sou teu irmão,
namorado
Perdemos o Tecnomacumba, mas ganhamos essa canjinha do Chico!
Depois disso vimos Rita algumas vezes, em shows onde ela mostrava trechos do trabalho que estava nascendo. O que nunca faltava era a música Jurema, com sua cena inicial inesquecível, que Ana registrou em dezembro de 2004, num show do Projeto Pixinguinha, na Sala Guiomar Novaes, em São Paulo:

Julho de 2005. Fomos ao Rio. Tecnomacumba estava em cartaz no Rival. Boa oportunidade para conhecer o lugar e o novo trabalho da Rita. Fomos. Vimos. Curtimos. Falamos com a moça no final do show. Tudo a que tínhamos direito! Ana fotografou:

Ao longo desse tempo, fomos conhecendo um pouco mais do Tecnomacumba em shows e entrevistas da Ritinha.

E ficamos esperando o lançamento do trabalho em CD.

Aconteceu!

Nesse final de novembro, comecinho de dezembro, Tecnomacumba chegou às lojas num lançamento conjunto de Manaxica Produções e Biscoito Fino. Tá um luxo! Capa, encarte, tudo lindo!

Rita fez uma série de pocket shows mostrando o novo CD. Na primeira noite de dezembro, fomos à Fnac Paulista ver o que a moça do Maranhão tinha pra mostrar.

Foi bom demais!

Ritinha cantou muito, dançou pra valer no pequeno palco, passeou entre o público que lotava o espaço de eventos e o café da Fnac. Chegou até a emprestar o microfone para o barista:

Ô lua branca leruê

Ô lua branca leruá

Saímos de lá com uma rosa oferecida pela Rita, com nossos CDs autografados e encantadas com tudo o que rolou.

Foto? Tem sim! Feita por Ana Maria, claro! Afinal, depois de Emir Penna - o fotógrafo oficial -, Ana é a fotógrafa preferida da Ritinha.

2 comentários:

  1. Legal demais as fotos, o texto, nunca fui a um show dela, mas gosto de algumas músicas q ela canta, Carmim é uma delas.
    Estou vendo agora o filme da Xuxa na Globo, risos.
    Bjos,
    Juliana

    P.S. O curupira tá massa, o Marcos Pasquim tá tb no filme, ADORO ele.

    ResponderExcluir
  2. marisa- miau19/12/2006 23:05

    Carmencita,
    que luxo de cantora, hein?
    Que arranjo legal desse CD!

    Amei o post!

    Bjos
    Miau

    ResponderExcluir