quarta-feira, outubro 27, 2010

Buenos Aires pra ver Bethânia

Os preparativos começaram em setembro, quando soubemos que Maria Bethânia se apresentaria no Teatro Gran Rex, em Buenos Aires.
Sopa no mel! Bethânia, Buenos Aires... O que mais poderíamos querer?
Primeiras providências: convidar amigos que poderiam gostar da aventura - Drika, RenatoOlintho - e comprar os ingressos para o show.
Em seguida, emitir bilhetes aéreos com milhas TAM.
Próximo passo, escolher hotel. Acabamos decidindo pelo Room Mate Carlos. Novas experiências...
Tudo resolvido... e ainda conseguimos convencer Rose e Flora a irem também. No almoço de 11 de outubro elas deram cabo de todos os passos - ingressos, passagens e hotel.
Outro companheiro, Esteves, já estava em Buenos Aires.
Por um triste acontecimento familiar, na véspera do dia D, Olintho não pode ir.
Enfim, éramos 7!
Entre sexta-feira e sábado, chegamos todos, cada um a seu tempo...
O que fizemos?


As comidinhas foram regadas a vinho, claro! Teve  Cinco Tierras e Don Nicanor - malbec - e Nieto Senetiner, bonarda.
No cassino, perdemos pouco, afinal cada real estava valendo 2,25 pesos... E o que  importa é a diversão e o risco de ganhar muito!
As comprinhas: variedades na Farmacity, sapatos, roupas, bolsas, coisinhas pra casa, perfumes, alfajores, etc, etc...
  • Uma coisa boa: O Hotel Room Mate Carlos. Espaçoso, moderno, boa localização no centro de Buenos Aires.
  • Um estranhamento: No teatro Gran Rex há "funcionários" que indicam a poltrona e entregam um folder do show, mediante uma "propina". Sem gorjeta, nada de folder! Pode?
  • Uma surpresa: Caetano Veloso entre nós, na plateia. 
  • Um susto: O café da manhã não estava incluído na diária do hotel. Descuidamos disso na hora da reserva e só ficamos sabendo na hora do check-out. Não custava ter avisado, né?

Fotos? Teve sim!
As minhas, estão aqui.
As dos meus companheiros... prometo que volto pra colocar as que aparecerem.
***
Charlotte já fez seu pequeno álbum de fotos. Olha aí!

12 comentários:

  1. ow, delicia de weekend, hein? Se BUE ja eh sempre bom, com Betania, mucho mejor, no? ;-))))

    ResponderExcluir
  2. Verdade, Mari!
    Bethânia foi um bom pretexto...

    ResponderExcluir
  3. Carmencita!

    Adoro Buenos Aires! :D Ô cidade linda q tanto me encanta! :) Adoro a feira de San Telmo e caminhar pelo bairro. :) É uma cidade acolhedora, gostosa de visitar. :)

    Espero que tenha se divertido! :D Ah, já dei uma zoiada nas fotos no Picasa. :)

    Beijocas,

    Jana.

    ResponderExcluir
  4. Olha aí, Jana! Você passeando por aqui e eu votando no Jeguiando lá no Top Blog.
    Tudo ao mesmo tempo, junto...

    ResponderExcluir
  5. Qualquer motivo é motivo para um final de semana portenho, certo? Que bom que vocês se divertiram. Beijo saudoso.

    ResponderExcluir
  6. Uau, Caetano na platéia!!!! Por este resumo da viagem, vejo que foi tudo bárbaro! E parabéns pela cobertura no Twitter!
    beijos

    ResponderExcluir
  7. Nossa! Que dias maravilhosos hein? Realmente, o show da Bethânia foi um belo pretexto.

    Adoro quando as pessoas sabem aproveitar a vida!!!

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Sylvia Lemos27/10/2010 14:23

    Que maravilha ! Estes pretextos pra vibanear merecem uma aba na wikipédia :)

    ResponderExcluir
  9. Que delicia de fim de semana. Acompanhei tudinho pelo Twitter. To precisando de um fim de semana assim. Com Betania então...
    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Meninas, obrigada pela visita.
    *
    Patricia,
    Caetano sentou umas três fileiras atrás da nossa. Uns minutos depois, o público se deu conta da presença dele ali e todos começaram a bater palmas de pé. Um teatro enorme, lotado, batendo palmas pra Caetano antes mesmo de começar o show.
    *
    Sylvia,
    Vamos propor a aba na wikipédia?

    *Marcie e Jamylle,
    Vocês sabem que pretextos e diversão são nossas especialidades, né?
    *
    Flora e Patricia,
    As mensagens no Twitter eram pra deixar vocês a par de tudo no calor da hora!

    ResponderExcluir
  11. Carmem e Ana
    Gostei muito da narração da viagem, lembrando que o embrião dessas narrativas, Carmem aprendeu comigo, num passado que não(?) vai longe. Continuem assim, reportando viagens ,para nossa curtição. A de Buenos Aires ,embora sem tango, foi fenomenal...
    Parabens !

    ResponderExcluir
  12. Gente, esse aí de cima é o meu pai!
    E como ele mesmo diz, foi com ele que aprendi a viajar e contar o que vi.
    Filha de peixe...

    ResponderExcluir