terça-feira, setembro 19, 2006

Aniversário

Aqui em casa, aniversário funciona assim: eu sempre estou em casa nesse dia e sempre espero os amigos. Não convido ninguém... quem quiser e puder, que venha.
Eu começo a curtir bem antes. Penso num cardápio, preparo a casa, a roupa que vou vestir e uma lembrancinha pra cada pessoa que aparecer por aqui.
Dessa vez, duas semanas antes as lembrancinhas já estavam prontas. Aproveitei o boom do retorno de Herbie - o fusca - e usei a imagem dele na lembrancinha. Eram uns copinhos desmontáveis, desses que as crianças usam - ou usavam - pra tomar água na escola. Ficaram lindinhos! O motivo da escolha dessa imagem fica mais que claro... Eu comemorava 53 anos de idade!
Numa sacolinha de papel, coloquei um copinho para cada pessoa e mais... um CD - usado - do meu acervo. A idéia era me desfazer de coisas que eu uso pouco. Cada CD ia envolto em uma folha com a letra da música "De uns tempos pra cá", de Chico César.
Sobrou espaço... coloquei ainda um mini shampoo, resultado das coletas que fiz nos últimos tempos, nos hotéis por onde andei.
O cardápio: cuscuz marroquino. De sobremesa, dedinhos de noiva - um docinho sírio.
Na quinta-feira, começaram a chegar as visitas: Claudio, de Curitiba (mas que vinha chegando de Salvador...). Lu e Léa, de Cuiabá. Chegaram praticamente juntos, no final da tarde.
À noite, chegou Ana. Fomos em comitiva à rodoviária, esperá-la. Fomos jantar numa cantina. No caminho, peguei a roda dianteira do carro num buracão. Na saída do restaurante, o pneu estava arriado. Trocamos, ou melhor, ajudamos o Claudio a trocar...
E com essas e mais aquelas, nos primeiros minutos do dia 15 estávamos passando em frente ao MASP, na Av. Paulista.
No dia seguinte Ana e eu trabalhamos desde cedo preparando tudo: a comida e a casa.
E o pessoal foi chegando. Gente de diferentes tribos: família, amigos antigos, amigos novos.Teve até massagista. Léa, depois de beber algumas doses de uísque, começou a fazer massagem no pessoal.


Da família, estavam meu pai; Selma, minha irmã e Marina, minha sobrinha:


Olintho foi o último a chegar: veio depois do teatro, passava das duas quando chegou aqui. O porteiro o anunciou e resolvemos pregar uma peça nele: ficamos todos em silêncio, com as luzes apagadas e a porta entreaberta. Só escutamos sua voz: "Tem uma cena armada..." E caímos na risada. Ele disse que incialmente levou um susto, mas depois sacou...
Tínhamos pensado em usar nossas djalabas marroquinas, pra combinar com o cardápio. Foi impossível. Fazia um calor saárico!


Pensamos em fazer ao menos uma performance com as djalabas ne hora da sobremesa, mas acabamos nos esquecendo.
Três e meia da madrugada estávamos tirando as coisas da sala pra poder armar o circo dos colchões para os hóspedes. Lu foi lavando parte da louça à medida que íamos tirando.
No dia seguinte, Claudio partiu pra Curitiba logo que nos levantamos, por volta das 11 da manhã. Lu, que tinha bebido muito vinho na noite anterior, ficou de ressaca, passando mal. Léa terminou de lavar a louça.
Arrumamos tudo e nos sentamos para almoçar: reedição do jantar da véspera.
As fotos de tudo isso podem ser vistas e revistas. Estão aí, é só clicar:
53 anos

(Atualizado em 12/01/2013)

5 comentários:

  1. Sandra Lacerda20/09/2006 00:16

    Carmem,
    achei lindo o seu jeito de celebrar o dia do seu aniversário. Desde a espera das pessoas, os preparativos, lembrancinha e todo carinho em ambientar o espaço para uma atmosfera do aconchego de todos. Fiquei muito feliz de fazer parte dessas "tribos" e ser recebida na sua casa com a festa dos seus "Herbie" anos. Gostou? Boa forma de camuflar a idade, para quem não gosta de revelear e acabou de fazer 53, é claro.
    Obrigada por também fazer parte do meu novo ciclo de amigos que a música aproximou!

    ResponderExcluir
  2. Carminha,
    Como eu sinto orgulho de ter uma amiga como você!!!!!!!!!
    Que pena que eu não pude ir desta vez.
    Estou em falta, vou ligar pra você...
    A amiga de muitos anos e de muitos aniversários, lembra dos bolos cobertos de amendoim que eu fazia pro seu "niver"? Nooossa!!!!!!!
    Te adoro!
    Sula

    ResponderExcluir
  3. menina, tudo bem?!

    deixei um comentário no seu orkut. hoje tem bate-papo na uol, às 18h, os convidados são: Ceumar e Dante.

    ps: percebi que ontem foi seu aniversário, parabéns! é sempre bom celebrar nossa chegada no mundão;junto aos amigos então...bom d+,né.

    Acho muito bonito esse seu carinho pelo Chico, ele merece ser tudo que é. Bom, te desejo Luz pra que consiga materializar suas vontades, viu.
    beijão,
    Francinne

    http://francinneamarante.blog.uol.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Carmemcita, como sempre demoro um pouco, mas reitero muitos dos comentários já feitos. A festa foi linda como todas elas... o que mais admiro em voçê... é o jeito especial que voçê tem para tratar os amigos, como se eles fossem crianças, sempre amável, doce e cativante, mimando-os por demais bichim! Tenho mais um monte de adjetivos para voçê...jeitosa, inteligente, criativa, perceptiva, sincera, discreta, sensível! Tenho a impressão que sendo sua amiga não vou envelhecer nunca e serei sempre muito feliz como sou agora!

    Beijos e muitas felicidades hoje, de uns tempos prá cá e sempre!
    LUUUUFrateschi

    ResponderExcluir
  5. Agora já sei o q é a lembrancinha, mto criativo, ADOREI mesmo!! Tomara mesmo q eu receba na caixinha, vc mandou mesmo, né? O texto é parecido ou igual ao q vc mandou p/ meu e-mail, né? Legal vc de djalaba e de chapéuzinho. Seu pai tá melhor no seu níver de 2005, num chiquê, de gravata azul!!! Adoro fusquinha, minha tia teve um azul, ainda era com placa antiga de duas letras, curtimos mto, ela levava eu e minhas 2 irmãs p/ o colégio todos os dias, era mó farra, tinha rádio, ela brincava conosco, tempos bons, anos 80!!!!!
    E mais uma vez PARABÉNS, por vc, pela festa,etc.
    Bjos,
    Juliana

    ResponderExcluir